You are currently browsing the category archive for the ‘the deceitfulness of women’ category.

Deu no Globo:

Cantora Sinead O’Connor exige renúncia de Bento 16

DUBLIN – A cantora Sinead O’Connor pediu na sexta-feira que o papa Bento 16 renuncie por causa de um relatório do governo irlandês acusando os líderes da Igreja de acobertarem o abuso sexual de crianças por 30 anos.

O Vaticano divulgou um comunicado na sexta-feira dizendo que o papa se sentiu “traído, envergonhado e ultrajado” por causa do escândalo e iria escrever ao povo irlandês sobre o abuso sexual.

Mas Sinead, que certa vez irritou católicos ao rasgar uma foto de João Paulo 2º ao vivo na televisão, disse em uma carta publicada em um jornal britânico que o papa se manteve em silêncio por tempo demais sobre o abuso sexual infantil.

– Eu exijo que o papa renuncie por seu silêncio desprezível sobre a questão e seus atos de não cooperação com o inquérito – escreveu O’Connor em uma carta ao jornal “The Independent”, publicada antes de uma reunião entre líderes da igreja irlandesa e o papa no Vaticano.

– Os papas não tiveram problemas em dar suas opiniões quando quisemos pílulas anticoncepcionais ou o divórcio – disse Sinead.

– Não tiveram problema em criticar o Código Da Vinci. Nenhum problema em criticar Naomi Campbell por usar uma cruz adornada com joias. Mas quando se trata dos males feitos por pedófilos vestidos de padres, eles ficam em silêncio. É grotesco, inacreditável, bizarro e inédito. Eles não defendem nada além do mau.”

***

A Sinead só pode estar se promovendo, porque, quanto à prevaricação da ICAR nessa matéria da pedofilia sacerdotal, todo mundo já está careca de saber disso.

mirror

De volta para o passado

Uh_oh…

“Two months before the fall of the Berlin Wall, Margaret Thatcher told President Gorbachev that neither Britain nor Western Europe wanted the reunification of Germany and made clear that she wanted the Soviet leader to do what he could to stop it.

In an extraordinary frank meeting with Mr Gorbachev in Moscow in 1989 — never before fully reported — Mrs Thatcher said the destabilisation of Eastern Europe and the breakdown of the Warsaw Pact were also not in the West’s interests. She noted the huge changes happening across Eastern Europe, but she insisted that the West would not push for its decommunisation. Nor would it do anything to risk the security of the Soviet Union.

Even 20 years later, her remarks are likely to cause uproar. They are all the more explosive as she admitted that what she said was quite different from the West’s public pronouncements and official Nato communiqués. She told Mr Gorbachev that he should pay no attention to these.

“We do not want a united Germany,” she said. “This would lead to a change to postwar borders, and we cannot allow that because such a development would undermine the stability of the whole international situation and could endanger our security.”

***

Que balde de água fria para os cold-tatcher-é-minha-ídala-warriors…

1219968568529

Meu nome?  Esqueci!

Deu no Slashdot:

“The Telegraph reports that men who spend even a few minutes in the company of an attractive woman perform less well in tests designed to measure brain function than those who chat to someone they do not find attractive. This leads to speculation that men use up so much of their brain function or ‘cognitive resources’ trying to impress beautiful women, they have little left for other tasks. Psychologists at Radboud University in The Netherlands carried out the study after one of them was so struck on impressing an attractive woman he had never met before, that he could not remember his address when she asked him where he lived. Researchers recruited 40 male heterosexual students and had each one perform a standard memory test. The volunteers then spent seven minutes chatting to male or female members of the research team before repeating the test. The results showed that men were slower and less accurate after trying to impress the women. The more they fancied them, the worse their score.

***

Portanto, moça, se você que me lê está desapontada com aquela paquera que parece meio burrinha, incapaz de fazer meio ponto no teste da Mensa, leve em conta que você pode ter se arrumado demais.   🙂

Deu no Estadão:

CCJ do Senado aprova divórcio pela internet

Para entrar em vigor, a matéria depende de aprovação na Câmara e sanção do presidente da República

BRASÍLIA – Os processos de separação judicial e divórcios consensuais poderão em breve ser agilizados na Justiça. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou há pouco em caráter terminativo projeto que autoriza o uso da internet para acelerar a separação entre casais.

A senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), relatora da matéria, destacou que a proposta possibilitará aos cônjuges dar entrada nesses processos sem precisar se deslocar a um fórum ou cartório.

O projeto de lei também normatiza a partilha dos bens comuns, a concessão da pensão alimentícia e a regularização dos nomes dos cônjuges.

Para entrar em vigor, a matéria depende de aprovação na Câmara e sanção do presidente da República.

***

Se bem que em matéria de divórcio, a Internet já está fazendo seu trabalho há muito tempo.

neta2_085bdf70a7fc50b47d4ae6ceeea921ed

(clique para ampliar)

Essa aí é a neta do Sarney _ aquela da qual ele disse que “não dá pra negar um pedido” _ se defendendo.

Este blog se pauta pela defesa da moralidade na coisa pública.  É com o coração apertado, porém, que devo confessar minha suspeita de que muitos dos probos leitores deste blog também não conseguiriam negar um pedido da moça.

Agora, o que me preocupou mesmo foi esse dado da reportagem:

Uma das seis netas do presidente do Senado, a advogada Maria Beatriz Brandão Cavalcanti Sarney tornou-se personagem dos escândalos que atingem seu avô José Sarney ao ser flagrada por escutas da Polícia Federal. Bia, como é conhecida, entrou no olho do furacão ao pedir ao pai, Fernando Sarney, um emprego no Senado para o ex-namorado Henrique Dias Bernardes. Ela própria recebeu uma ajuda do avô, em 2004, quando ganhou uma vaga de assessora internacional no Superior Tribunal de Justiça.” [grifo meu]

SEIS netas?  Puxa vida, se uma só já pediu emprego pra dois, imagina se Sarney não conseguir negar pedidos de TODAS as suas netinhas…haja orçamento no Senado.

Deu no Estadão:

Deborah Secco diz que não se acha ‘uma pessoa sensual’

Atriz se diz “muito mais menina”, embora tenha interpretado muitas lolitas em seus 20 anos de Rede Globo

Ela acaba de fazer 30 anos.  Absolutamente nada contra esta idade, mas tenho a impressão que a declaração tem caráter estratégico…pelo menos para quem já foi capa da Playboy pelo menos duas vezes, com 20 e 23 anos, respectivamente.

344-4557317.21868.original.standalone.prod_affiliate.7

Ainda por cima ela pintava o cabelo

Do Slashdot:

Huge Unidentified Organic Blob Floating Around Alaska

The Anchorage Daily News reports that a 15 mile-long blob of unknown, ‘gooey,’ probably organic material is floating past communities on Alaska’s North Slope. The US Coast Guard sent pollution experts to investigate, who determined that it was not an oil spill or other type of pollution, but were unable to determine what it is. A sample is currently being analyzed by experts in Anchorage, while the blob is following the current northwards.

***

Está explicada a renúncia de Sarah Palin: ela tinha que voltar à sua forma original.

Mesmo sem ser acusada de infidelidade (motivo na moda para a demissão de governadores republicanos ultimamente), Sarah Palin pediu pra sair:

A íntegra da transcrição do discurso de renúncia está disponível aqui.

Todo o assunto vem sendo tratado como no mínimo bizarro pela mídia norte-americana.

***

UPDATE:

Nas bolsas de apostas:

a) ela renunciou porque vem aí um escândalo de grandes proporções sobre sua gestão no Alaska;

b) ela renunciou porque vai ganhar muito mais dinheiro no circuito de palestras;

c) ela reunciou porque não aguenta mais governar o Alaska;

d) ela renunciou porque não aguenta mais os ataques da mídia islamo-comuno-gayzista-fascista;

e) ela renunciou para preparar-se bem para a campanha presidencial de 2012.

De todas essas hipóteses a e) me parece a mais gozada.

Extensa matéria sobre Sarah Palin na Vanity Fair:

Despite her disastrous performance in the 2008 election, Sarah Palin is still the sexiest brand in Republican politics, with a lucrative book contract for her story. But what Alaska’s charismatic governor wants the public to know about herself doesn’t always jibe with reality. As John McCain’s top campaign officials talk more candidly than ever before about the meltdown of his vice-presidential pick, the author tracks the signs—political and personal—that Palin was big trouble, and checks the forecast for her future.”

A Vanity Fair também tem uma pesquisa sobre “Qual a mulher mais poderosa do Partido Republicano”:

muleres

Por enquanto está dando Sarah Palin em primeiro com 29%, Ann Coulter em segundo com 17% e Mulata Condolêza em terceiro com 13%.

Michelle Malkin, que ficou de fora, não deve estar contente.

linhatropical

Deu no JB:

O bubum postal e o turismo sexual

RIO – A partir de agora, aqueles famosos cartões postais que exibem mulheres esculturais apenas de biquíni e que não realcem outro tipo de beleza que não as belas paisagens do Rio, estão ilegais. A deputada Alice Tamborideguy (PSDB -RJ) elaborou um projeto de lei que proíbe a veiculação, exposição e venda de postais turísticos que utilizem fotos de mulheres em trajes sumários, que não mantenham relação ou não estejam inseridas na imagem original dos cartões-postais. A lei foi sancionada pelo governador Sérgio Cabral e publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Estado.

Inicialmente elaborada pela deputada em 2005 e aprovada pela então governadora Rosinha Garotinho, a lei nº 2813/2005 foi modificada este ano. Uma das alterações diz respeito à fiscalização dos locais de venda dos cartões postais. Cabe à Secretaria de Turismo do estado, a tarefa de fiscalizar os pontos de venda de cartões postais.

O estabelecimento que descumprir a lei, está sujeito à uma multa de R$ 968,60 e em caso de reincidência, R$ 1.937,20 a penalidade vale tanto para quem vende, quanto para quem produz os cartões-postais. Segundo a deputada, a renda adquirida com as multas serão destinadas à Fundação para a Infância e Adolescência (FIA) do estado do Rio de Janeiro. – Eu arrumei melhor a lei neste ano. Quando a elaborei em 2005, não havia quem fiscalizasse os pontos de venda – diz Alice.

Alice Tamborideguy alega ainda que as fotos dos postais incentivam o turismo sexual e a exploração da imagem da mulher, além de criarem quando enviadas por turistas ao exterior, uma imagem negativa das cariocas. – A gente tem tanta praia bonita, tanta paisagem, porque tem que ter mulher em traje sumário nesses cartões? A mulher brasileira não tem que ter chamariz, o que tem que ter chamariz é a paisagem – defende a deputada.

E os cartões, de fato, vendem. Tereza Lima gerente de uma banca no bairro de Copacabana, confirma que as fotografias das brasileiras são as preferidas dos turistas estrangeiros. – Os cartões são baratos, custam apenas 1 real. Vendem muito, mas só os gringos compram – afirma.

Já outro responsável por uma banca em Copacabana que não quis se identificar, alega que a venda dos catões caíram devido à ” financeira internacional”. – Desde a crise, não tenho vendido muito esses cartões porque o número de estrangeiros que são os que compram, caiu.

Tropical

Uma das empresas que produzem e comercializam estes cartões é a Colombo Card. No site da empresa, a “Linha Tropical“, apresenta cartões com mulheres de costas e biquini mínimo.

***

O próximo passo, decerto, será banir as máquinas fotográficas em poder dos turistas.

***

O bacana é que a líder desse movimento pela cingapurização do Rio de Janeiro, Alice Tamborindeguy, é irmã de Narcisa Tamborindeguy, alguém que além de demonstrar que nome é destino, protagonizou os seguintes edificantes eventos, segundo a Wikipedia:

No carnaval de 2008 protagonizou, completamente bêbada, mais um de suas aparições típicas no programa do Amaury, parando no YouTube junto com os anteriores, no qual se pode ver seu peito desnudo. Há algum tempo foi filmada no seu apartamento atirando ovos podres (1:00 m) em transeuntes que passavam na calçada.”

Mas ninguém é dono de seu irmão, não é mesmo?  Além disso, sabe-se que a deputada Alice é uma pessoa a quem não falta objetividade.  Nem senso cívico.  O que não se sabia mesmo é que ela, tão presente na Caras, fosse uma inimiga das bundas.

ap_exxon_valdez_071029_ms

No Globo, Mírian Leitão chama a atenção para um artigo que saiu na Foreign Affairs, de autoria de “Ian Bremmer, presidente do grupo Eurásia“:

As 13 maiores empresas de petróleo do mundo são estatais. O Estado, na Rússia, controla da telefonia fixa às fábricas de armas. No Brasil, ele é dono de 40% do mercado bancário, da produção de petróleo e de 70% da geração de energia. A China é quase toda estatal. Empresas privadas vivem das benesses do Estado. Nos países emergentes e pobres, o Estado sempre foi o dono do jogo.

Esta é a tese do artigo publicado na revista “Foreign Affairs” por Ian Bremmer, presidente do grupo Eurásia. Uma tese que merece reflexão nestes tempos em que se diz que houve no mundo um exagero liberal e em que governos, como o brasileiro, acham que a intervenção dos governos dos países ricos para enfrentar a crise é uma rendição à ideia de que o Estado é que deve gerir a economia.

Sobre Ian Bremmer, a Wikipedia diz o seguinte:

Bremmer is most widely known for advances in the field of political risk and, more directly, bringing political science as a discipline to the financial markets. In 2001, Bremmer authored Wall Street’s first global political risk index, now the GPRI (Global Political Risk Index)—a joint venture with investment bank Citigroup. Bremmer’s definition of an emerging market as “a country where politics matters at least as much as economics to the market”[2] is a standard reference in the political risk field.

E o que diabos é o Global Political Risk Index?  Um panfleto do grupo Eurasia nos ilumina:

What is the Global Political Risk Index (GPRI)?

The GPRI is an index of country stability ratings for 24 emerging market countries. Its unique methodology measures a country’s ability to absorb political shocks. The GPRI evaluates political, social, economic, and security factors, using a combination of quantitative and qualitative data that is collected on the ground and through open source methods. Ratings are expressed on a scale of 0 to 100. Clear and concise analysis accompanies the index to illustrate what events impacted each country’s stability rating and make forecasts for the coming month.

What does the GPRI measure?

The GPRI measures stability—defined as the capacity of a country to withstand internal and external shocks or crises—in 24 emerging market countries. Each country’s score is based on 20 indicators in four equally weighted subcategories: government, society, security, and economy.”

De fato, um homem de visão.  Pena que o índice é calculado apenas para países emergentes.  Um índice GPRI dos EUA em outubro de 2008 teria sido muito útil para muita gente.

Não que esse blá-blá-blá tenha realmente algum significado além do puramente ideológico, é claro.

Mas voltando à vaca fria, Mírian Leitão termina seu artigo de forma retumbante:

Certos desafios à frente, como, por exemplo, os desastres ambientais, diz o autor, podem provar que burocratas, ou militantes partidários, não são os melhores gestores da economia.”

As baleias agradecem a lambançalembrança!

Via Clusterstock, fico sabendo de um artigo do NYT que põe em seu devido foco o real impacto dos limites de remuneração que o pacote de Obama está impondo às empresas financeiras que aceitarem socorro do governo.

O artigo do NYT simplesmente estima qual a renda necessária para alguém viver uma vida de classe média alta no Upper East Side de Manhattan.  Eis a memória de cálculo:

  • Two vacations a year, sun and slopes: $16,000.
  • Modest three-bedroom apartment for $1.5 million [very modest]. Monthly mortgage of about $8,000 and a co-op maintenance fee of $8,000 a month. Total cost: $192,000. 
  • Summer house in Southampton for $4 million, annual mortgage payments of $240,000.
  • Car and driver. Chauffeurs make $75,000 – $125,000 a year, more if you want one with a gun. Garage for the car is $700 a month.
  • Personal trainer at $80/hr, 3X a week: $12,000 a year.
  • Ball gowns for charity galas. Total cost for three: about $35,000.
  • Tutor to supplement $32,000 private school to ensure admission to Ivy League: 30 weeks for $3,750.
  • Two children in private school: $64,000.
  • Nanny: $45,000.
  • Food. $15,000.
  • Incidentals: Restaurants. Dry cleaning. Suits. Dog walking. Kennels. Furniture. Computers. Gifts. Doorman tips. Parking tickets. Walking around money.

Total: US$ 1,6 milhão, antes dos impostos.

O problema:

Five hundred thousand dollars — the amount President Obama wants to set as the top pay for banking executives whose firms accept government bailout money — seems like a lot, and it is a lot. To many people in many places, it is a princely sum to live on. But in the neighborhoods of New York City and its suburban enclaves where successful bankers live, half a million a year can go very fast.

Sério: dá até pena.  Pior mesmo deve ser ter que ouvir isto:

Dawn Spinner Davis, 26, a beauty writer, said the downward-trending graphs began to make sense when the man she married on Nov. 1, a 28-year-old private wealth manager, stopped playing golf, once his passion. “One of his best friends told me that my job is now to keep him calm and keep him from dying at the age of 35,” Ms. Davis said. “It’s not what I signed up for.”

Deu no Estadão:

TJ absolve dono do Bahamas de ação sobre prostituição
Oscar Maroni Filho era acusado de manter esquema na boate da zona sul de São Paulo

SÃO PAULO – O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo absolveu o empresário Oscar Maroni Filho da acusação de manter um esquema de prostituição na boate Bahamas, em Moema, na zona sul de São Paulo. O recurso proposto pelo advogado dele, Mauro Otávio Nacif, foi aceito por maioria de votos. “Não era uma casa de prostituição. O tribunal entendeu que era apenas uma boate com mil atrativos“, explicou Nacif.” [grifo meu]

***

O que vai ter de “moça com mil atrativos” por aí agora não está no gibi.

capa-caroline_miranda

OK, parem as rotativas!

A moça da direita na foto acima é Carol Miranda, sobrinha da cantora Gretchen que, para quem não sabe, é um patrimônio da cultura nacional (a inventora do conga-conga-conga, entre outras estrofes inesquecíveis da música popular brasileira).   Gretchen a indicou meses atrás como “Rainha do Bumbum” _ título, sabe-se agora, hereditário _ pois a nobiliarquia vinha sendo ameaçada por impostoras de fora do, digamos, círculo familiar da família Gretchen (como por exemplo por Andressa Soares, a mulher melancia, Grace Kelly, a mulher maçã, Daiane Cristina, a mulher jaca, Ellen Cardoso, a mulher moranguinho, e outras mulheres do reino vegetal de cuja existência podemos apenas suspeitar).

[Depois disso Gretchen confessou que Caroline é na verdade sua “sobrinha de consideração“, e não de sangue, o que causou certo escândalo na…bom, é difícil causar escândalo nesse meio]

A apresentação da herdeira à sociedade foi feito em grande estilo, com a moça de recém-feitos 19 anos cantando uma releitura de um antigo sucesso de Gretchen, agora intitulado, como pedem os novos tempos, de “Funk do Piripiri”.

Obviamente,  Carol não perdeu tempo e depois de fazer o ensaio “de rigueur” na Sexy Premium resolveu ir além e lançar-se no mundo da produção audiovisual ao aceitar estrelar um título da produtora “Sexxxy World” por um cachê de 500 mil reais _ quantia acima da média, pelo fato da musa declarar-se “virgem”.  Mas nesse caso, perguntará meu leitor mais afoito, como pode ela filmar um pornô?

Ah, a ingenuidade:

Carol Miranda topou. Mas em partes. Depois de receber uma proposta de R$ 500 mil da produtora “Sexxxy World” para ter sua primeira transa em frente às câmeras, a sobrinha de consideração de Gretchen aceitou fazer o pornô. Mas não vai perder a virgindade no longa-metragem, de 90 minutos.

A MC assinou a proposta para filmar “Fiz pornô e continuo virgem” na sexta-feira, 19, e já grava sua primeira participação no próximo fim de semana, em São Paulo. De acordo com sua assessoria de imprensa, Carol aparece em apenas uma cena e só fará sexo anal no filme, cujo tema são os anos 80.” [grifo meu]

Eu também fiquei me perguntando, leitor, porque motivo o filme tem como tema os anos 80, mas as arcanas razões para isso devem ser procuradas no próprio produto, para quem tiver essa curiosidade.  Mas vamos ao que interessa.

Declaração da cantora e atriz mostra a racionalidade por trás (ops) da decisão:

Estou sozinha, não estou namorando, e optei por fazer sexo anal. Vou fazer, continuar virgem e resolver minha vida. Depois, sei que vou encontrar uma pessoa bacana para ficar comigo e perder minha virgindade”, diz ela com ares de mocinha sonhadora. ” [grifo meu]

OK.  E depois tem quem reclame do “relativismo”.

[Mas sempre se pode recorrer, é claro, ao conceito de “virgindade técnica“]

É claro que não faltou quem observasse essa novidade: enquanto atrizes e outras celebridades veteranas começam a fazer pornô e só depois da estréia comecem “no anal”, como se diz no metiê, a jovem em questão inverteu a trajetória natural da carreira e começou pela heterodoxia, para só depois “entregar o ouro”.   São, talvez, os efeitos dos novos tempos.  Pensando bem, não deixa de ser um indício de uma possível revalorização daquela peça esquecida da anatomia feminina, o hímen.

Amiga minha de antigos carnavais gosta de contar que, quando na faculdade, uma das palavras de ordem da ala feminina do “movimento” era cantar a plenos pulmões o refrão “sexo anal derruba o capital“.   Sim, as moças rebeldes de antanho tinham o costume de preservar a “prataria” sem, no entanto, deixar de prestar tributo ao sexo livre.   Por algum motivo este comportamento, que no fundo (ôpa!) parece tão burguês, era entendido como profundamente (êpa!) revolucionário e contestador, talvez porque ao optar por uma forma de relação sexual desvinculada da reprodução humana seus praticantes imaginassem estar dando um tapa na cara de tudo isso que aí está.  Não podiam imaginar, é claro, que o Sistema seria capaz de criar Gretchen e o conga-conga-conga.

Não que Caroline Miranda esteja minimamente a par do caráter subversivo da sodomia:

Como a sua família reagiu?
Carol Miranda:
Todo mundo me apoiou. Foi uma proposta muito boa, e eu não sei se vou ter outra oportunidade como essa na vida.

Lavou, tá novo: eis a lógica a motivar todas as subprimes deste mundo.

(*)

Por acaso, descobri por aí um blog bem interessante e engraçado: Corporativismo Feminino.

Ele bem que é capaz de ensinar uma ou duas coisas a nós, cuecas.  Aliás, vocês que ainda estão “no mercado”, não deixem de ver o resultado da enquete que está em andamento (“O que é uma bola fora no primeiro encontro?” _ naturalmente, do ponto de vista DELAS).

Assim, e também para testar uma feature do WordPress que eu nunca havia usado, aí vai a enquete “o que é uma bola fora no primeiro encontro” do ponto de vista cueca:

Ela já pode cantar no Faustão

Deu no Valor:

Lin Miaoke (foto) foi alçada rapidamente à categoria de estrela após sua performance cantando o hino chinês durante a abertura da Olimpíada de Pequim, mas o Comitê Organizador dos Jogos teve de admitir que ela apenas dublou uma outra menina, Yang Peiyi, depois de o Politburo chinês ter achado que sua voz não era boa o bastante e que a verdadeira cantora não era bonitinha o bastante. O Comitê reconheceu também que a cena de pegadas feitas com fogos de artifício havia sido gravada, usando efeitos de computador, e não ocorreu durante a cerimônia. O envolvimento de altas autoridades chinesas nesses detalhes do evento mostram quão seriamente os políticos estão levando o efeito de marketing que os Jogos podem ter sobre a imagem do país. Entretanto patrocinadores da Olimpíada têm reclamado que suas marcas não estão tendo a projeção que havia sido combinada com o Comitê Organizador. Isso pode levar a uma saia justa com as grandes empresas e o Comitê Olímpico Internacional, responsável pelas cotas dos patrocinadores.

E isso por enquanto. Suponho que assim que a engenharia genética estiver plenamente aperfeiçoada pequenos acidentes do acaso como esse serão rapidamente superados pelo Politburo…

***

Se bem que minha tese é que Lin Miaoke deve ser filha de algum alto comissário do PCC, já que não é possível que entre um bilhão e trezentos milhões de pessoas não seja possível achar uma menina bonitinha com boa voz…

vaiserbom.jpg

Vai ser bom, não foi? 

Deu no Estadão:

Ato sexual ideal dura de 3 a 13 minutos, diz estudo

Segundo estudo americano e canadense, relação entre 10 e 30 minutos é ‘longa demais’.

– Uma relação sexual satisfatória dura entre três e 13 minutos, de acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade Penn State, no Estado americano da Pensilvânia.

A pesquisa contou com a participação de 50 integrantes americanos e canadenses da Sociedade de Pesquisa e Terapia Sexual, incluindo psicólogos, médicos, assistentes sociais, terapeutas familiares e enfermeiras. Todos os envolvidos recolheram dados de milhares de pacientes durante décadas.

O estudo, publicado na revista Journal of Sexual Medicine, afirma que um ato sexual “adequado” dura entre três e sete minutos; um “desejável”, de sete a 13 minutos; um “curto demais”, de um a dois minutos; e um “muito longo”, de dez a 30 minutos.

E agora?

Patty Hearst's Comeback, Thanks to the Dog

Patricia Hearst Shaw and Diva

No “The Lede” do New York Times, um artigo sobre a reaparição de Patty Hearst, filha de um famoso magnata sequestrada na década de 70 por um grupo guerrilheiro norte-americano _ o Exército Simbionês de Libertação, nome digno de aparecer em qualquer episódio de Babylon 5 hoje em dia _ e que aparentemente aliou-se aos bravos soldados na causa da libertação de Simbion, sendo, inclusive, filmada no ato de assaltar um banco.Patty ganhou 7 anos de cadeia, mas ganhou condicional em 2 e terminou sendo perdoada por Bill Clinton quando ele ocupou a Presidência.

Hoje ela frequenta exposições de buldogues.

Moral da história? Uma vez patty, sempre patty.

Como vocês já devem saber, a candidatura republicana está tecnicamente morta.  O Great Oldy Party, na prática, enterrou suas chances em um candidato que segura em suas mãos um escândalo com potencial explosivo.

Claro que o caso extraconjugal de McCain, pelo menos do meu ponto de vista (mas não do ponto de vista do eleitor republicano médio) não importe muito _ como também não me importava o que Clinton e sua estagiária faziam com o charuto.

O diabo é o caso dele ser uma lobbysta da K Street, o diabo é McCain ter usado sua poderosa posição em uma das mais influentes comissões do Senado para favorecer os clientes de sua amada (e não que ele já não tivesse suficientes outras razões, todas pouco pundonorosas, para isso).

Consta que assessores de McCain já estão dizendo que ele é gente boa, mas é impulsivo.  Observem que eles nem estão dizendo o contrário.  Será que já entregaram o jogo?

ward.jpg

O mugshot ai’ e’ da professorinha Allenna Ward, de 24 anos, que foi presa por ter feito SEXO repetidas vezes com cinco adolescentes de 14 a 15 anos.

Detalhe: a escola onde ela da’ aula e outras coisinhas fica na cidade de…Clinton, Carolina do Sul.

E os 5 rapazes eram negros.

Ra’!  Porque nao tem nenhum veterano do Vietna ou um mormon na jogada?  Hein? Hein?

Ai’ tem.

***

A qualidade das professoras que nao ousam dizer o que ensinam, porem, vem caindo.

Leia o resto deste post »

perfil1.jpg

Condoleeza Rice

Com o eleitorado americano brigando mais do que o publico do Big Brother Brasil pra saber se manda o negro ou a mulher para o paredão, não da’ pra entender como os republicanos, sempre tão preocupados em ser o “partido das idéias”, não tiveram a genialidade de lançar Condoleezza Rice, a candidata dois-em-um: mulher, negra,  e se fizessem uma forcinha para cavar direitinho a vida dela la’ no Alabama, daquele jeito que so’ os republicanos são capazes, certamente favelada.

Mas não, tinham que escolher o velhote gaga’ que quer ir brincar de Rambo la’ no Nadistao. Vou te contar.

rakelly.jpg

No blog da Marina Forte:

‘Posar nua não me agrega nada’, diz Isis Valverde

Atriz irá interpretar a ousada e sensual Rakelly em ‘Beleza Pura’

Isto é, a novata na TV já escassamente vestida na foto que ilustra a matéria nos assegura que “já recusou convites para posar nua“. E que sua “personagem terá um apelo sensual tão forte que vem chamando a atenção dos editores“.

Curiosamente, logo após a frase da chamada da matéria _ “posar nua não me agrega nada” _ vem o anzol: “Além do mais, o cachê não é tudo isso…”

Vamos combinar assim: atrizes novatas bonitinhas não precisam mais jurar que não vão posar nuas, ok? Ninguém acredita, e sobretudo, os editores das revistas masculinas também não.

maio 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Add to Technorati Favorites

Blog Stats

  • 1,544,231 hits