Jobim e o comandante do Exército seguiram para o Haiti.

A tragédia haitiana pode ter dois efeitos, um a curto prazo, outro a médio prazo.

A curto prazo, o papel das Forças Armadas ganha um lustro, e elas podem usar o noticiário para sair “por cima” da crise causada pela sua reação ao PNDH III.

Mas, a médio prazo, pode sobrevir uma grande crise internacional para o Brasil.  Embora as informações sejam ainda muito enxutas, o fato é que o terremoto foi forte, atingiu uma área já carente de recursos, teve epicentro muito próximo da capital e destruiu instalações e infraestrutura importantes.  A Cruz Vermelha fala em 3 milhões de atingidos; há relatos de que o país não resistirá mais que 4 dias antes da fome se alastrar.

Nestas circunstâncias o país pode facilmente sair de controle e transformar-se em um inferno.  Uma batata quente explodindo nas mãos da missão da ONU, comandada por brasileiros.

***

Em outra chave, matéria do Valor de hoje traz mais informações sobre a pesquisa do IBGE que mostrou que a pobreza recuou no Brasil nos últimos anos, mas a desigualdade de renda caiu muito mais modestamente:

Apesar de ter obtido bons resultados na redução da pobreza nos últimos cinco anos, o Brasil não consegue enfrentar com eficiência a desigualdade de renda. Dados divulgados ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que a desigualdade caiu 0,6% entre 2004 e 2008, enquanto a pobreza extrema decresceu 1,8%, e a pobreza absoluta, 3,1%. São considerados pobres extremos aqueles que recebem até 25% de um salário mínimo por mês, enquanto os pobres absolutos dispõem mensalmente de até 50% de um salário mínimo.

Alguns acreditam, a la Delfim, que é preciso mesmo fazer “crescer o bolo” primeiro para depois dividi-lo.   Outros acham que a falta de um acordo prévio sobre uma melhor divisão do bolo solapa as condições para a sua própria produção.

Por exemplo: acho que não há muita dúvida de que a desigualdade tem maior impacto sobre a criminalidade do que o nível absoluto de pobreza.

É um debate complexo, mas que deveria ser ampliado na discussão eleitoral de 2010.  Infelizmente, pelo que estamos vendo, a probabilidade disso acontecer parece que será bem próxima de zero.