Essa crise aqui no DF me fez ficar pensando em certos paralelos com Washington DC, o distrito federal norte-americano.

No Brasil, o Distrito Federal, enquanto esteve no Rio de Janeiro (denominado, na época do Império, de “município neutro” ou “município da Corte”, segundo a Wikipedia, e “distrito federal” após a Proclamação da República), tinha Prefeitos.  O governo militar rompeu com isso, conduzindo o dirigente do Distrito Federal ao status de governador em1969.  Com a Constituição de 1988, o governo do Distrito Federal passou a ser escolhido pelo voto popular.

Já Washington DC adquiriu a possibilidade de ter um administrador próprio, eleito pelo povo, e um legislativo local, em 1973, com o Home Rule Act _ embora toda a legislação local tenha que ser revisada pelo Congresso da União.  Além do mais, diferentemente do DF, a população de Washington não tem direito a representação federal, isto é, não vota para o Senado ou para a Câmara dos representantes.

***

A idéia de um distrito federal nasceu nos EUA, em 1783, quando o recém-constituído Congresso de Filadélfia foi pressionado pelos locais que tencionavam impor à nova Constituição os seus interesses próprios, o que exigiu que o general George Washington tivesse que enviar tropas para impor a ordem, deslocando o Congresso para a cidade de Princeton.  Daí surgiu a idéia de criar um Distrito Federal que fosse “a casa do governo federal”, um local neutro.

As demandas da população local, típicas de um mundo democrático, terminam por se contrapor à essa necessidade de uma neutralidade territorial do local que abriga os poderes federais.

***

O João Bosco, novo blogueiro do Estadão, tem feito alguns posts sobre a necessidade de se “repensar” a autonomia do Distrito Federal.  É um tanto chocante, por exemplo, a idéia de que o novo PDOT _ o Plano Diretor do Ordenamento Territorial do DF _ tenha sido aprovado sob o signo de um mensalão, destinado a criar deputados distritais dóceis às vontades do Vice Governador da capital que, por acaso, é também o dono da maior construtora local e de uma quantidade absurda de imóveis (ele também, por acaso, é casado com uma herdeira de JK).

Porém há diferenças marcantes.  O Distrito Federal tem 5.802 Km2 e uma população estimada em mais de 2,5 milhão de habitantes.   Washington DC tem 177 Km2 e 591 mil habitantes.   É difícil negar representação a uma população do porte da do Distrito Federal brasileiro.

Uma idéia talvez fosse manter apenas a RA 1, mais ou menos equivalente ao Plano Piloto,  em Distrito Federal, retornando o restante da área ao governo de Goiás.  O problema é que isso causaria imediatamente uma enorme queda na qualidade da prestação de serviços públicos na maior parte do antigo território do DF.

Por isso, acho politicamente indefensável a idéia de reduzir as autonomias políticas do DF.