Assim não dá.  Assim não é possível:

Cúpula do PSDB planeja ‘esconder’ FHC na campanha

A cúpula do PSDB vai “esconder” o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na campanha presidencial de 2010. Assim como ocorreu na última eleição municipal, em que candidatos tucanos como o prefeito de Curitiba, Beto Richa, até “dispensaram” a participação de FHC no programa eleitoral de televisão, dirigentes do PSDB e do DEM dizem que ele não é candidato e o PT não vai transformá-lo em personagem na eleição. A oposição afirma que não está preocupada com a tática petista de colar FHC à imagem do governador paulista e pré-candidato ao Planalto, José Serra.

“Problema não é ter FHC ao nosso lado. É ter a quadrilha do mensalão inteira na campanha e a candidata Dilma defendendo todos”, disse o vice-presidente do DEM, deputado Paulo Bornhausen (SC), para quem o PT deu “indulgência aos mensaleiros e os colocou na campanha”. Nos bastidores, DEM e PSDB admitem que FHC tem problemas de rejeição. Mas o tucanato diz ter pesquisas qualitativas comprovando que a estratégia de trazer o governo FHC para a campanha não produzirá impacto negativo, como avalia o PT.

A reação da oposição foi provocada pela divulgação da pesquisa CNT/Sensus, revelando que um candidato indicado por FHC, independentemente de nomes, tem a aceitação de 3% do eleitorado – frente aos 20,1% dos que disseram que votam em nome indicado por Lula. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.” [grifo meu]

***

Difícil vai ser convencer o bicho.