Do Valor de ontem:

EUA reforçam que aceitam transferir tecnologia de caças ao Brasil

Valor Online09/09/2009 17:48 Texto: A- A+

BRASÍLIA – A embaixada dos Estados Unidos divulgou nota há pouco informando que seu governo concorda em transferir a tecnologia do caça F/A-18 Super Hornet ao Brasil, produzido pela Boeing, de forma “definitiva”, além de aprovar a montagem desses aviões em solo brasileiro.

A embaixada deixa claro que o governo americano não quer ficar de fora da disputa pela compra de 36 aviões de combate, após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmar que as negociações com a França estão avançadas. “Continuamos a acreditar que a nossa proposta é forte e competitiva”, diz o texto.”

***

Ah, que bem faz a concorrência…

***

Ainda assim, dúvidas.  Primeiro: esta é uma decisão do governo Obama.  Sabe deus se um novo governo republicano honraria a promessa.

Segundo: o Hornet está no fim de sua curva de desenvolvimento.  É um caça de quarta geração, enquanto o Rafale é da chamada “geração 4,5”.  É claro que uma transferência integral de tecnologia de 4a geração seria melhor que uma TT “meia boca” de um de 4,5 mas, “ceteris paribus”, é melhor ficar com o 4,5.

Agora, há um outro problema que vem sendo pouco comentado.  Uma coisa é o lado de lá estar disposto a transferir a tecnologia.  Porém, o lado de cá tem que se preparar pra isso.  O formato dessa transferência, e os esforços despendidos pelo lado brasileiro (formação de pessoal e sua fixação em empresas e institutos de pesquisa), são fundamentais para  o sucesso da empreitada.

Anúncios