presidente-collor

Um homem de palavras certeiras

Comunicado de fato relevante:

Collor é eleito integrante da Academia Alagoana de Letras

Eleição do senador foi feita com base no conjunto de artigos publicados em jornais na imprensa local e nacional

Ricardo Rodrigues – Agência Estado Tamanho do texto? A A A A

MACEIÓ – O ex-presidente, atual senador por Alagoas, Fernando Collor de Mello (PTB) foi eleito hoje o mais novo integrante da Academia Alagoana de Letras. Ele ocupará a cadeira de numero 20, que pertencia ao médico Ib Gatto Falcão, ex-presidente da Academia.

Fernando Collor de Mello obteve 22 votos dos 30 membros da Academia que compareceram à votação. Foram computados ainda 8 votos em branco e nenhum nulo. O presidente da Academia, bispo D. Fernando Iório, que está há sete meses no comando da casa, disse nunca tinha visto uma votação tão expressiva quanto essa. Segundo ele, dos 40 membros, 30 compareceram para votar.

A eleição do senador foi feita com base no conjunto de artigos publicados em jornais na imprensa local e nacional. Collor de Mello foi representado pelo presidente do Instituto Arnon de Mello, Carlos Mendonça. Collor foi comunicado por telefone. A posse ainda não foi marcada.”

***

Uma dúvida: os acadêmicos das Academias de Letras estaduais e municipais também são “imortais”?  Ou são imortais relativos, locais?  Meio como o Conde Vlad, imortal mas só na Transilvânia?

***

Collor foi eleito com base no “conjunto de artigos publicados“:

(…)o liberalismo, antes de doutrina, é sentimento. Está enraizado na natureza humana, porque encarna um valor inestimável que rege a nossa existência: a liberdade. Ela é tão importante para o nosso espírito quanta a pele para o nosso corpo – sem elas não podemos viver em plenitude. É ela, a liberdade, em sua real dimensão, a essência da proposta liberal, a sua força e a sua razão de existir.

***

Será que o “conjunto de posts publicados” neste blog um dia me credenciarão para um fardão na Academia Brasiliense de Letras?

Quem viver, verá!

About these ads