27-scientistsfi

Enviar expedições ao “garbage patch” do Pacífico está finalmente ficando “na moda”.

Uma missão exploratória promovida pela Agência Ambiental das Nações Unidas estava sendo preparada em março, enquanto outra grande exploração, a SEAPLEX, foi concluída recentemente por uma equipe da Scripps Institution of Oceanography com suporte da University of California Ship Funds e da National Science Foundation.

Ambas eventualmente produzirão documentários que darão maior visibilidade ao problema.

Um dos pesquisadores disse uma frase interessante:

There is no jurisdiction, no government who is entirely responsible, so there has been no push to clean it up. The world doesn’t know it is out there

De fato o “garbage patch” é a materialização (em plástico) do conceito de “externalidade negativa”.  Devia ir parar em algum livro texto…

***

Um pensamento intrigante é que embora o envenenamento por plástico certamente vá constar de nosso cardápio nos próximos séculos se nada for feito quanto ao problema, muito possivelmente muitas formas de vida marinha acabarão se adaptando ao novo meio ambiente, enquanto outras fenecerão.  E as espécies menos longevas, cujo ciclo de vida é mais rápido, provavelmente se adaptarão primeiro.   Talvez estas expedições já tragam alguma novidade a respeito, quando publicarem seus resultados.