Nariz Gelado, talvez nutrida por um profundo sentimento de solidariedade que seu apelido (pois é, apelido _ Nariz Gelado é uma blogueira anônima, mas nunca vi o Marcos Empresário de Juiz de Fora encher o saco dela por isso) enseja aos narizes vermelhos e cheios de coriza pelo Brasil afora, pisa no tomate:

Fracasso que mata

O Brasil é, hoje, o país com o maior número de mortes por gripe A no mundo.

Vou repetir: o Brasil é o país com o maior número de mortes por gripe A no mundo.

E nem adianta torturar os algarismos para apresentar o percentual de óbitos em relação à população de cada país porque isto não muda o fato de que, veja só!, o Brasil é o país com o maior número de mortes por gripe A no mundo.

É uma demonstração clara de que a política de combate à doença adotada pelo governo Lula fracassou. Fracasso que, só para deixar claro, permite que a gripe A mate mais no Brasil do que em qualquer outro lugar do mundo.”

Primeiro: o % de mortes em relação à população total faz sentido, sim, é claro.  Mas o que faz mais sentido ainda é comparar o avanço na letalidade, país a país, durante o inverno _ tenho certeza que o avanço da gripe A no Brasil neste inverno será menor do que no hemisfério norte no fim de 2009.

Agora, se é para chutar o pau da barraca…este é o quadro da doença, em óbitos por estado a estado:

imagem2_260809

Em primeiro, em números absolutos, São Paulo, governado por José Serra, do PSDB.  Em segundo, o Paraná, governado por Roberto Requião, do PMDB.  E em terceiro, o Rio Grande do Sul, governado por Yeda Crusius, do PSDB.

Apenas São Paulo e Rio Grande do Sul são responsáveis por mais da metade de todos os casos.  Isso apesar de serem estados desenvolvidos e disporem das melhores redes de saúde do País.  A despeito disso, qual é a chamada mais importante no site da Secretaria de Saúde de São Paulo?

Vacinação faz rubéola ‘sumir’ de São Paulo

Nenhum caso de rubéola foi confirmado no Estado de São Paulo neste ano, segundo último balanço epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde. O resultado é fruto direto da campanha de vacinação contra a doença realizada em agosto e setembro de 2008.

Pois é, Nariz…é nisso que dá enfiar o dito cujo onde não se deve.

Anúncios