Notícia curiosa no Valor de hoje _ apesar do seu caráter “provinciano”:

Pela terceira vez, o leilão do prédio onde fica a Churrascaria Porcão Rio’s, no Aterro do Flamengo, terminou em impasse. Desta vez não foi uma decisão judicial e sim uma manobra da rede de churrascarias carioca para postergar a abertura dos envelopes. A empresa impugnou a proposta de seu único concorrente, o grupo dono dos restaurantes Garcia & Rodrigues e Jonny Pepper.

As duas empresas não chegaram a abrir os envelopes. Depois de lerem a documentação apresentada, os advogados das duas empresas resolveram impugnar as candidaturas dos concorrentes. Segundo Júlio Cesar da Cunho, do grupo Porcão, a proposta do Garcia e Rodrigues não apresentava o balanço correto, do exercício de 2008, e sim o balancete parcial de 2009. Rafael de Melo Távora, que representa o Garcia & Rodrigues, disse que havia duas execuções fiscais contra a Porcão e o contrato social apresentado não era assinado pelos sócios.

O procurador Ricardo Almeida decidiu habilitar os dois concorrentes alegando que os pedidos não procediam. Após um impasse, a Garcia & Rodrigues decidiu abrir os envelopes, mas o Porcão preferiu recorrer e manter o pedido de impugnação. O novo leilão só deve ocorrer na próxima semana.”

***

Gostaria de saber se o tal prédio é público.  Em sendo, acho meio estranha a idéia de um “leilão do prédio”.  Devia ser uma licitação do ponto, por tempo determinado, isso sim.

A despeito disso acho que deviam, também, tombar o Porcão ali, porque é um dos bons programas no Rio.

***

UPDATE

Matéria no Globo esclarece: é mesmo licitação pelo ponto, com direito a exploração do local por seis anos.  Melhor assim…

Anúncios