Paulo do FYI bate no peito porque Obama escolheu, para presidir o poderoso National Institutes of Health, o Dr. Francis Collins, um dos líderes do projeto genoma.

O sofisticado motivo pelo qual o Paulo se rejubila com a escolha é que Collins escreveu este livro, e por isso, segundo ele, seria automaticamente “odiado” pela esquerda.  Paulo parece se esquecer de que a Ciência, em si, não tem um discurso anti-religioso, embora o Partido Republicano tenha um discurso anti-científico.

Por outro lado, a escolha de Obama faz sentido por outro motivo muito simples:  Collins considerou em detalhes os planos para ciência e tecnologia de um e outro candidato, e apoiou explicitamente o plano de Obama:

Sen. Obama has provided a detailed plan for his science technology and innovation agenda, which lays out how advances in science can provide solutions to many of the big problems that face us.”

Quanto a McCain…

As I have examined the positions taken by the current Presidential candidates on these critical issues, I regret to say that I have found little comfort in Sen. John McCain’s plan.”

E isso porque ele nem chegou a comentar os planos de Sarah Palin…

Anúncios