You are currently browsing the daily archive for julho 16, 2009.

Arram:

In 1964, Richard Feynman delivered a series of seven lectures to students at Cornell University on “The Character of Physical Law.” Decades later, the video footage of the lectures was purchased by Bill Gates—who has said that Feynman could have inspired him to go into physics rather than software—and on Wednesday, Microsoft Research announced that the lectures will be made available on a specially-created website, along with commentary from other physicists, full transcripts of the lectures, and additional related content. The project, called Tuva after an area in Russia where Feynman hoped to travel but never reached, will eventually include more of Feynman’s lectures.”

Dessa vez a Microsoft não foi evil.

***

Aliás, eu tenho dois dos três volumes do curso de Física do Feynman, mas um de cada edição.  Vi essa caixinha aí na Cultura outro dia e babei.  Provavelmente nunca mais vou ler isso aí na vida, mas que diacho.

Anúncios

Para a tristeza de alguns astrólogos, o elemento 112 da tabela periódica já tem nome: Copernicum.

A revolução copernicana agradece.  Agora, ainda falta o Darwinium.

344-4557317.21868.original.standalone.prod_affiliate.7

Ainda por cima ela pintava o cabelo

Do Slashdot:

Huge Unidentified Organic Blob Floating Around Alaska

The Anchorage Daily News reports that a 15 mile-long blob of unknown, ‘gooey,’ probably organic material is floating past communities on Alaska’s North Slope. The US Coast Guard sent pollution experts to investigate, who determined that it was not an oil spill or other type of pollution, but were unable to determine what it is. A sample is currently being analyzed by experts in Anchorage, while the blob is following the current northwards.

***

Está explicada a renúncia de Sarah Palin: ela tinha que voltar à sua forma original.

Pois é.

E eu também não ando passando muito bem.

Bela análise aqui.

***

E pensar que quem sabe em 2011 a gente tenha que COMEÇAR, em vez de terminar, a blogar…

Tio Rei continua economizando no Haldol:

O jornal hondurenho El Heraldo.hn publicou ontem à noite um texto em que denuncia um plano de Hugo Chávez para levar o caos a Honduras e reinstalar Manuel Zelaya no poder. Segundo o jornal, “a conspiração pretende desestabilizar o país por meio de ações armadas de grupos paramilitares, ligados ao narcotráfico, provenientes da Nicarágua”.

El Heraldo, a fonte confiável que Tio Rei adotou sobre all things hondurean, é aquele mesmo jornal que já lhe pespegou um micaço.

Tem gente que é burra _ ou esperta _ demais, não é mesmo?

***

Aliás, o desinteressado periódico El Heraldo é propriedade de  Jorge Canahuati, empresário que também é dono de outro grande jornal hondurenho, o La Prensa.   Canahuati vinha sendo acusado pelo governo por manter contratos irregulares para fornecimento de armas à Polícia e às Forças Armadas hondurenhas, bem como medicamentos ao sistema de saúde do país.

Suponho que as acusações tenham sido arquivadas a esta altura…

***

Enquanto isso, deu no Estadão:

Honduras tem toque de recolher; interino propõe renúncia

Micheletti já admite deixar Presidência, desde que Zelaya não volte ao país; negociadores se reúnem no sábado

TEGUCIGALPA – O governo de facto de Honduras decretou na quarta-feira, 15, um novo toque de recolher entre as 0h e 5h locais (entre 3h e 8h de Brasília), logo antes dos protestos convocados por simpatizantes do presidente deposto Manuel Zelaya. O líder interino do país, Roberto Micheletti, admitiu ainda renunciar ao cargo desde que o Zelaya não retorne ao poder. Segundo Micheletti, ele renunciaria caso essa medida seja necessária para “trazer a paz e a ordem de volta ao país”.” [grifo meu]

***

Ah, as delícias da democracia fardada…

Deu no Globo:

Site do Ministério do Trabalho causa constrangimento a usuário

RIO – Quando o economista Marcos Costa entrou no site do Ministério do Trabalho e Emprego para consultar o andamento da sua solicitação do seguro-desemprego e viu as letras dispostas na tela pelo sistema de verificação humana captcha, achou que se tratava de uma piada de mau gosto. A palavra que deveria ser digitada para que a pesquisa continuasse era “vagabundo”. Ofendido, o economista, que estava desempregado há um mês, escreveu para o Eu-Repórter, a seção de jornalismo participativo do jornal O GLOBO.

“Se é uma forma de evitar consultas por robôs, tudo bem. Mas ter a infeliz ideia de colocar essa palavra numa consulta que será feita por alguém que está desempregado é um desrespeito. Lembro que o PT não gostou quando o (ex-presidente) Fernando Henrique chamou os aposentados com menos de 50 anos de vagabundos. Agora, o atual governo faz o mesmo com quem está desempregado no meio de uma crise econômica mundial?”, questionou.

Uma busca no site do ministério pode oferecer outras surpresas. “Potranca”, “frouxo”, “perua” e “saliente” são palavras que podem tornar a consulta do Seguro Desemprego, no mínimo, curiosa. O aplicativo utilizado pela Datamec, empresa terceirizada que presta serviços para o ministério, apresenta na tela uma folha semelhante a um caça-palavras com códigos circulados, dos quais apenas um forma uma palavra em português. O usuário deve identificá-la e digitá-la.” [grifo meu]

***

Vá ser subliminar assim no talk-show do Olavón…

***

O gerador de captchas devia ser aleatório.

Ou é sabotagem tucana, ou as máquinas estão finalmente se rebelando.  🙂

ON A LONG ENOUGH TIMELINE, THE SURVIVAL RATE FOR EVERYONE DROPS TO ZERO

_ Motto do blog Zero Hedge

julho 2009
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Add to Technorati Favorites

Blog Stats

  • 1.560.790 hits
Anúncios