Tio Rei, cavaleiro andante do denialismo climatológico, saiu-se em seu blog com um “especialista” que tem uma opinião contrária à recentemente veiculada pelo presidente da ONU, Kofi Annan, sobre a elevação do nível do mar e os prejuízos que isso causará:

Ocorre que a maior autoridade em aquecimento do mar, no mundo, é o geólogo e físico Nils-Axel Mörner. Este senhor, muito qualificado, vejam lá, estuda o nível do mar há 35 anos. E é taxativo: não! Ele não se elevou nos últimos 50 anos. E é irônico: a elevação, em um século, poderia ser de, no máximo, 10 cm (4 polegadas), com uma margem de erro de… 10 cm! Vocês sabem: um especialista como ele lida com margem de erro. Kofi Annan e Al Gore não precisam disso.

O aquecimento global, claro, virou refúgio de espertalhões. Mörner desenvolveu um trabalho especial de olho na situação das Maldivas. Já há 20 anos, os líderes locais recebem ajuda externa para se prevenir do desastre. Ele estudou o assunto e constatou: não, o mar não está se elevando. Antes de anunciar o resultado dos estudos, propôs aos dirigentes locais a exibição de um filme tranqüilizando a população. Os tais governantes recusaram… Devem jogar no mesmo time de Kofi Annan. Leiam o artigo. Vale a pena.

Por um momento, eu pensei em dar a Tio Rei o benefício da dúvida.  Afinal, embora o consenso científico hoje esteja solidamente do lado do aquecimento global antropogênico, eu acredito realmente que um ou outro cientista honesto possa ter convicções contrárias.

Mas como seguro morreu de velho, foi procurar informações sobre o Sr. Nils-Azel Môrner.  Hummm…batata.  Da Wikipedia:

Views on dowsing

Mörner has written a number of works claiming to provide theoretical support for dowsing. [2] He was elected “Deceiver of the year” by Föreningen Vetenskap och Folkbildning in 1995 for “organizing university courses about dowsing…”[2]. In 1997 James Randi asked him to claim The One Million Dollar Paranormal Challenge, making a controlled experiment to prove that dowsing works.[12] Mörner declined the offer.[13]

OK, mesmo quem sabe inglês pode ter tido alguma dificuldade em entender o que está escrito acima.  Afinal, o que é “dowsing“?  Uma imagem vale mais que mil palavras:

300px-18th_century_dowser

Existe uma tradução para o português: radiostesia.

O termo radioestesia (ou em inglês, dowsing) vem do latim radius, radiações, e do grego aesthesis, sensibilidade, ou seja, radioestesia significa literalmente sensibilidade a radiações.

Os chamados radioestesistas alegam ser capazes de captar radiações de diversas origens, incluindo objetos inanimados (águas subterrâneas, metais preciosos,etc), seres vivos (pessoas e seus órgãos internos), e até mesmo de espíritos. Mais que isso, alegam também poder analisar estas radiações, de forma a atribuir-lhes uma qualidade positiva (benéfica) ou negativa (prejudicial).

Técnicas de radioestesia são largamente empregadas em pseudociências ou outras atividades associadas a fenômenos “paranormais”.

OK, o homem é no mínimo desequilibrado.  Mas será que é um charlatão?

Eu acho que é.  Diz a autoridade australiana de pesquisa (a Austrália é um país com um interesse óbvio em saber se o mar está se elevando ou não, dado que a distribuição de sua população é muito mais litorânea do que a maioria dos outros países desenvolvidos):

HISTORICAL SEA LEVEL CHANGES

Last two decades

High quality measurements of (near)-global sea level have been made since late 1992 by satellite altimeters, in particular, TOPEX/Poseidon (launched August, 1992) and Jason-1 (launched December, 2001). This data has shown a more-or-less steady increase in Global Mean Sea Level (GMSL) of around 3.2 ± 0.4 mm/year over that period. This is more than 50% larger than the average value over the 20th century. Whether or not this represent a further increase in the rate of sea level rise is not yet certain.”

A seguir, apresenta-se um gráfico representando a evolução do nível médio global do mar medido pelos satélites norte-americanos TOPEX/Poseidon e Jason-1:

alt_gmsl_seas_rem