Estadão, 3 de maio de 2009:

Manifestantes protestam contra visita de Ahmadinejad

No Rio, cerca de mil pessoas participaram de ato de 23 organizações da sociedade civil, 15 delas judaicas

RIO – Sob o mote “Sr. presidente, explique ao convidado”, cerca de mil manifestantes protestaram neste domindo, 3, na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, na zona sul do Rio, contra a visita ao Brasil, na próxima quarta-feira, do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad. Os participantes alternaram a frase com gritos de “direitos humanos”, “mulheres são livres”, “homofobia é ignorância”, “liberdade de religião”, “terrorismo é covarde”, “o holocausto existiu”, e “o Estado de Israel existe”. Vários usavam camisetas ou adereços com alusões às bandeiras do Brasil e de Israel.” [grifo meu]

Estadão, 8 de março de 2007:

Em dia anti-Bush, Paulista vira palco de confronto

Em um dia de protestos contra a visita do presidente americano, George W. Bush, o momento mais tenso aconteceu na Avenida Paulista. Polícia e manifestantes entraram em confronto e várias pessoas ficaram feridas. Pelo menos uma foi levada ao hospital. Policiais chegaram a usar gás de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo contra o grupo que tentava invadir as outras pistas da avenida. Os manifestantes reagiram jogando paus e pedras, mas a situação foi controlada.

Ao todo, foram cerca de seis mil pessoas, segundo a polícia (*), e 15 mil de acordo com os organizadores da passeata. O evento combinou as comemorações do Dia Internacional da Mulher ao protesto contra Bush, que chega nesta quinta-feira, 8, em São Paulo, e fica até sexta-feira.” [grifo meu]

***

Pois é, constrangedor.  Provavelmente por causa do longo feriado os manifestantes da Vieira Souto não conseguiram voltar de Búzios a tempo…      🙂

(*) ou 10 mil segundo a polícia, disse o G1 da Globo na ocasião.

Anúncios