Reinaldo Azevedo transcreve em post um comentário da inominável Yara Chiara, a qual, por sua vez, entoa loas a Diogo Mainardi pela sua mais recente coluna.

Começa Tio Rei:

YARA CHIARA NAS ASAS DE DIOGO MAINARDI
Comentário da leitora Yara Chiara sobre a coluna de Diogo Mainardi. Volto depois.

Aí ele transcreve o texto da roadie, destacando os seguintes trechos:

Tudo foi calculado, cada palavra foi pinçada: desde o chinelo até o avião, passando pelo impagável orelhão, claro. Do mais chão, rasteiro, às alturas. E nada, a não ser a liturgia nacionalista e a irracionalidade que a cerca, consegue unir os brasileiros, desunidos por renda, direitos, deveres e, claro, 50.000 homícidos.

Numa perspectiva mais séria e histórica, o avião não foi inventado por nenhum dos citados: é essa parte da chave mesma do texto.”

E Tio Rei comenta:

Comento
Essa menina vai longe, não é?

Duvido, coitada.

Mas o Diogo, esse, não vai não.  De jeito nenhum.

Pois, diacho, para escrever essa sua coluninha do dia 7, Diogo vuduzou, vampirizou, chupou, um texto do…Not Tupy!

No qual, aliás, sentei o pau.  Mas que se dê o crédito ao anaeróbico certo, pombas.

Anúncios