obamablog

(clique para ampliar)

Como acho que isso vai explodir na blogoseira, eu, que sou bonzinho (às vezes), vou até traduzir para os leitores que não lêem inglês:

“Parte da razão por que não gastamos muito tempo lendo blogs”, disse ele, “é porque, se você não os ler com muito cuidado,  pode ficar com a impressão de que existe alguma  resposta clara, seja de um modo ou de outro – do tipo, basta nacionalizar todos os bancos, por um lado, ou basta você simplesmente deixá-los sozinhos e eles vão ficar bem, por outro.

Não seria uma declaração muito polêmica, talvez, se o indivíduo que a proferiu não fosse Barack Obama, em uma entrevista exclusiva que deu ao New York Times, hoje.  O problema, claro, é que Obama construiu sua candidatura sobre os netroots, sendo os blogs uma parte importante desse esforço.

Eu até acho razoável dizer que, afinal, Obama tem um monte de gente paga para brifá-lo logo pela manhã com tudo que ele precisa saber durante o dia, e que seria realmente uma tolice para o homem mais poderoso do mundo perder seu precioso tempo surfando pela blogoseira para saber o que está rolando.  E também deve-se levar em consideração que ele está tentando rebater as críticas simplistas que vêm da direita e da esquerda.  Mas no frigir dos ovos, a declaração não deixou de ser inábil.