aruminio-flagra

Non pode sê, né?

Deu no Valor de hoje:

Prêmio de risco dos EUA bate recorde

Os prêmios de risco de crédito dos países ricos, que antes da crise financeira internacional ficavam abaixo dos 10 pontos básicos, hoje se aproximam de 100 para o prazo de cinco anos. E a alta mais forte foi recente: seus níveis mais do que dobraram desde o início de dezembro do ano passado, para recordes históricos. No mesmo período, o risco-Brasil não subiu nem 6%. Os spreads de risco de crédito sinalizam a percepção dos mercados sobre a probabilidade de não-pagamento da dívida por um país.
A alta dos prêmios dos países ricos foi tão forte que o risco-Estados Unidos, o risco-Alemanha e o risco-Japão, para citar apenas três países, estão hoje bem acima dos níveis mínimos a que chegou o risco-Brasil, em meados de 2007. O risco-Estados Unidos, que era de 7 pontos em 1º de maio do ano passado, chegou a bater em 94 pontos básicos no dia 17, um aumento de 170% na comparação com os 34,9 pontos do dia 1 de dezembro. Ontem, se manteve elevado, mas caiu para 90 pontos básicos.

E ainda é cedo para saber quem será o destinatário do prêmio “wishful thinking” do ano de 2009, mas Armínio Fraga já é forte candidato:

“”É verdade que temos visto uma piora nos balanços dos governos dos países desenvolvidos, um aumento de grandes proporções na dívida pública e na emissão de moeda para administração da crise”, afirma Armínio Fraga, sócio do Gávea Investimentos e ex-presidente do Banco Central. Mas, segundo seus cálculos, o mercado está projetando uma probabilidade de moratória maior do que 1% ao ano para os EUA, Japão e Alemanha, “o que não parece ser razoável”.

Para ele, o mercado está superestimando a chance de esses países não pagarem suas dívidas .”Essa probabilidade não é tão relevante como sinalizam os números”, diz. Fraga percebeu a puxada e ficou tão surpreso com ela que chegou a citá-la em palestra durante seminário.”

Pacheco, o canalha da repartição, observa que o Gávea deve andar meio chinês, comprado em títulos do Tesouro americano…

Anúncios