You are currently browsing the daily archive for julho 2, 2008.

Christopher Hitchens defendeu que o waterboarding não era tortura, mas sim uma técnica extrema de interrogatório.  Críticos lhe disseram para experimentar.  E ele, diferentemente de alguns armchair hawks, experimentou.  No Guardian, matéria sobre isso:

Believe me, it´s torture

A matéria do Vanity Fair, aqui.

Deu no Estadão:

Indígenas da Raposa Serra do Sol recebem apoio do papa

‘Faremos todo o possível para ajudar vocês a protegerem suas terras’, afirma Bento XVI

Componentes.montarControleTexto(“ctrl_texto”)

GENEBRA – O papa Bento XVI garantiu nesta quarta-feira, 2, que ajudará as tribos indígenas em Roraima. O pontífice recebeu no Vaticano dois líderes das tribos da reserva Raposa Serra do Sol, que lhe entregaram uma carta apelando pela sua intervenção no conflito. “Faremos todo o possível para ajudar vocês a protegerem suas terras”, afirmou Bento XVI. O encontro estava sendo mantido em sigilo a pedido do Vaticano.

***

Tio Rei vai ter que rebolar para sair dessa.

Essa foto mostrando um Obama consideravelmente mais branco do que se supunha nas partes do corpo não banhadas pelo Sol (a menos de uma possível photoshopagem, é claro) está fazendo a festa das hostes republicanas, que já se apressam a chamar o candidato democrata de “John Kerry Bronzeado”.

E já que estamos mesmo na seção Jabá, não perdam os dois posts do Rafael Galvão sobre amor livre.

Disso o cabra entende, não há dúvida. 🙂

Este blog já mostrou alhures que a prática do waterboarding, usado pela CIA na “war on terror”, encontra suas raízes lá na Inquisição Espanhola.

Pois agora vem o NYT mostrar que as técnicas de interrogatório usadas tanto pela CIA quanto pelos interrogadores militares na base de Guantánamo são copiadas das técnicas chinesas de interrogatório usadas pelos chineses na Guerra da Coréia:

WASHINGTON – The military trainers who came to Guantánamo Bay in December 2002 based an entire interrogation class on a chart showing the effects of “coercive management techniques” for possible use on prisoners, including “sleep deprivation,” “prolonged constraint,” and “exposure.”

What the trainers did not say, and may not have known, was that their chart had been copied verbatim from a 1957 Air Force study of Chinese Communist techniques used during the Korean War to obtain confessions, many of them false, from American prisoners.

O que é verdadeiramente interessante é que muitas das técnicas são talhadas para se extrair falsas confissões:

The 1957 article from which the chart was copied was entitled “Communist Attempts to Elicit False Confessions From Air Force Prisoners of War” and written by Alfred D. Biderman, a sociologist then working for the Air Force, who died in 2003. Mr. Biderman had interviewed American prisoners returning from North Korea, some of whom had been filmed by their Chinese interrogators confessing to germ warfare and other atrocities.

Those orchestrated confessions led to allegations that the American prisoners had been “brainwashed,” and provoked the military to revamp its training to give some military personnel a taste of the enemies’ harsh methods to inoculate them against quick capitulation if captured.” (grifo meu)

Diante dessas peraltices, o Senador democrata Carl Levin afirmou:

“What makes this document doubly stunning is that these were techniques to get false confessions,” Mr. Levin said. “People say we need intelligence, and we do. But we don’t need false intelligence.”” (grifo meu)

Será que não?   O país provavelmente não, mas esse pode não ser o caso da máfia aboletada na Casa Branca.  Eu não fico propriamente surpreso com isso.  Diante de necessidades iguais, comportamentos iguais.

***

Nada há de novo sob o sol.

Sim, tem gente sem coração neste mundo.

A latinidade em festa

E não percam a cobertura completa, flexível e sem furos que Sergio Leo vem fazendo do complicado processo de negociação, no Mercosul, do REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL PARA PRESERVATIVOS MASCULINOS DE LÁTEX DE BORRACHA NATURAL.

O homem está fazendo barba, cabelo e bigode, em matéria de reportagem, e o que é mais importante, ao que eu saiba ele não chupou a matéria de ninguém. 🙂

Também no Valor, a idéia de que a maré montante do crescimento econômico levanta todos os barcos. Sim, todos:

Cães e gatos passam da classe D para a C e setor fatura US$ 1 bilhão a mais
Lílian Cunha
02/07/2008

No ano passado, cerca de 900 mil cães e gatos deixaram a classe D e passaram para a C, segundo estimativas da indústria pet. Eles acompanharam as duas milhões de famílias brasileiras que melhoraram seu padrão de vida entre 2006 e 2007. Assim como aconteceu no universo das pessoas – que passaram a consumir mais e melhor – os bichos também sentiram os benefícios da ascensão social.

“Esses cães, que antes não eram vacinados, tratados ou que recebiam apenas restos de comida, agora se alimentam de ração, tomam vacinas e usam antipulgas”, diz Luiz Luccas, diretor da operação brasileira da Merial, uma das maiores indústrias veterinárias do mundo.

Graças a esses novos consumidores caninos – e felinos também -, a ração para animais de estimação passou a fazer parte da cesta básica de compras de mais pessoas, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais Domésticos (Anfalpet). “Os cães que comiam pouca ração, estão comendo agora a quantidade certa. Os que ganhavam apenas um bifinho por semana, agora ganham dois”, diz o secretário-executivo da entidade, José Edson Galvão de França, se referindo a um dos petiscos caninos.

Em 2006, segundo ele, 42% dos cães e gatos domésticos eram alimentados com ração. Agora são 47%. Em relação a uma população brasileira de cães e gatos estimada pela indústria em 31 milhões, os cinco pontos percentuais de crescimento correspondem exatamente aos 900 mil bichinhos promovidos de classe social. Com isso, o faturamento dos fabricantes de rações passou de US$ 2,33 bilhões para US$ 3,06 bilhões no período.

***

Por outro lado, o NYT traz a notícia de que a magnata dos negócios imobiliários Leona Hemsley deixou em seu testamento, ao falecer, cerca de US$ 12 milhões para a sua cachorrinha, Trouble. E de US$ 5 a 8 bilhões para todos os outros cachorros do mundo:

Her instructions, specified in a two-page “mission statement,” are that the entire trust, valued at $5 billion to $8 billion and amounting to virtually all her estate, be used for the care and welfare of dogs, according to two people who have seen the document and who described it on condition of anonymity.

***

Portanto pensem bem antes de usar a expressão “vida de cão” novamente. Eduardo Dusek pode estar certo

***

Abaixo do folder, a matéria integral do Valor, para os sem-Valor.

Continue lendo »

Se você pensa que a espera no aeroporto é o único fator concorrente para sua chegada atrasado a uma reunião, pondere esta matéria do Valor de hoje:

Vôos mais lentos para poupar combustível
Roberta Campassi
02/07/2008

A pressão do custo do petróleo, que dobrou de preço em um ano, tem levado as companhias aéreas a adotar uma série de medidas para economizar combustível, como reduzir a velocidade de vôo e ajustar os componentes das asas dos aviões com mais freqüência. Essas ações complementam o repasse dos custos aos passageiros, a principal arma das companhias. A TAM, por exemplo, anunciou que aumentará em cerca de 5% o preço pago por quilômetro até o fim do ano.

(…)

Conhecida por sua política de baixos custos, a Gol também está fazendo um ajuste fino nas operações. “São as migalhas que vão ficando pelo chão e que hoje vamos recolhendo para fazer um pãozinho”, diz Fernando Rockert de Magalhães, vice-presidente técnico. Entre essas medidas está a redução na velocidade dos vôos. Uma viagem entre Rio e São Paulo, que normalmente dura 40 minutos, ganhou dois minutos a mais, com uma economia de 0,5% no consumo de combustível. Agora, o combustível também é comprado com maior freqüência nos aeroportos dos Estados onde o ICMS cobrado é menor.

***

Ainda voltaremos aos dirigíveis, é o que lhes digo.

julho 2008
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Add to Technorati Favorites

Blog Stats

  • 1.562.055 hits