Deu no Terra:

Lula quer diária “para acabar com a sacanagem”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que quer a volta do pagamento de diárias no governo federal “para acabar com a sacanagem”. O ministro-chefe da Controladoria-Geral da União, Jorge Hage, afirmou no dia 19 de março, durante reunião da CPI mista dos Cartões Corporativos, que os ministros voltarão a ter diárias para quando fizerem viagens oficiais dentro do País, com um valor fixo estabelecido.

***

Sacanagem mesmo é fazer isso apenas no sexto ano de mandato, mas antes agora que nunca, né?

***

O detalhe é que este tipo de coisa fazia parte das inovações gerenciais propostas no pacote da Reforma do Estado dos próprios tucanos, no primeiro mandato FHC, porque, no dizer de Bresser Pereira,

…o controle a priori é ineficiente. A forma moderna de obter bons resultados é garantindo liberdade às organizações e controlando a posteriori os resultados alcançados, através da avaliação. O controle a priori – o controle dos processos – esse sim é burocrático, autoritário, além de ineficiente. É a forma generalizadamente adotada no Brasil do passado. Resulta no descontrole e no desperdício. É um sistema de esconder ou disfarçar a incompetência e o mal desempenho, que é incompatível com o Brasil novo que os brasileiros querem construir com Fernando Henrique Cardoso.

Deu no que deu. Embora, para sermos totalmente sinceros, eu acredito piamente que tudo o que foi gasto em cartões corporativos da sua criação até hoje, mesmo que consideremos que 100% dos gastos são injustificados, é uma migalha perante apenas uma licitação rodoviária “bem feita”.

***

Não sei como o Tio Rei perdeu esta oportunidade de fazer um comentário sobre o vocabulário político do Eneadáctilo. “Sacanagem“, segundo o Houaiss, vem de “sacana“, palavra que apresenta a seguinte etimologia:

Etimologia
orig.duv., Nascentes propõe o ár.
açaccá ‘aguadeiro’, que Nei Lopes contesta, propondo o quicg. sàkana ‘brincar, divertir-se, brincadeiras recíprocas, jogo, divertimento’, da mesma raiz em quicg. sakanesa ‘acariciar’ e em quimb. disokana ‘copular’

“Quicg.” é “quicongo”, uma língua dos bantus africanos.

Então, “acabar com a sacanagem” é o mesmo que “acabar com a brincadeira”. Na, er, melhor das hipóteses.

Anúncios