Paulo do FYI decidiu: todo preto tem que ser pobre (mesmo nos EUA, “país das oportunidades”, onde tiveram que brigar pelos direitos civis…).

Anúncios