You are currently browsing the daily archive for abril 18, 2008.

Deu na Folha:

Conar suspende 2 propagandas da Petrobras

Ação, acatada pelo conselho, afirma que empresa faz publicidade enganosa ao divulgar ações de preservação ambiental

Segundo a ação, empresa mantém no mercado um diesel extremamente poluente, que afeta a saúde da população

AFRA BALAZINA
DA REPORTAGEM LOCAL

O Conar (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária) decidiu ontem suspender a veiculação de duas campanhas publicitárias da Petrobras em que a empresa destacava suas ações de preservação do meio ambiente. O conselho acatou o argumento de que se tratava de propaganda enganosa da empresa.
A decisão ocorreu em razão de uma ação movida pelos governos estaduais de São Paulo e de Minas Gerais, pela Prefeitura de São Paulo e por ONGs.
De acordo com a ação, a Petrobras faz propaganda enganosa ao manter no mercado um diesel extremamente poluente -com alta concentração de enxofre, que é cancerígeno e afeta a saúde da população.
A ação pede que o Conar “suste a divulgação de todas as campanhas que abordem sua sustentabilidade empresarial e responsabilidade socioambiental, vez que como demonstrado estes compromissos não existem na prática”.
No site do Conar, a única menção à decisão diz que a suspensão foi decidida “por maioria de votos”. Não há justificativa para a decisão.
As entidades afirmam que a empresa fala recorrentemente em suas campanhas e anúncios publicitários sobre seu compromisso com a qualidade ambiental e com o desenvolvimento sustentável. “Entretanto, essa postura que é transmitida por meio da publicidade não condiz com os esforços para uma atuação social e ambientalmente correta”.
O secretário municipal de São Paulo, Eduardo Jorge (Verde e Meio Ambiente), que desde 2005 insiste para que a Petrobras coloque no mercado um diesel menos poluente, disse que “a decisão foi exemplar”.
O secretário estadual Xico Graziano (Meio Ambiente) concorda. Para ele, a decisão é “uma vitória ética fundamental porque o Conar, no fundo, defende o consumidor”. “Ficou comprovado que a Petrobras tem uma conduta inadequada.”
Marcelo Furtado, do Greenpeace, afirma que o Conar ontem “repudiou a maquiagem verde”. “Isso é fundamental para estimular as empresas que querem fazer sustentabilidade com seriedade a continuarem. E dá um sinal para aquelas que querem arriscar enganar o público e não cumprir leis de que não há mais espaço para picaretagem”, afirmou.
Na opinião de Oded Grajew, do Movimento Nossa São Paulo, a decisão é histórica na área da responsabilidade social e vai criar jurisprudência. “A decisão indica que para se mostrar socialmente responsável a empresa precisa agir da mesma forma em relação a todos os seus públicos”, diz.
O Conar não se manifestou sobre a decisão. A assessoria de imprensa do conselho apenas informou que a decisão ocorreu por maioria dos votos.

Anúncios

Deu na Folha:

Em Taubaté, concurso para escriturário tem questões sobre BBB e casal “global”

FÁBIO AMATO
DA AGÊNCIA FOLHA, EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Quem não acompanhou a última edição do Big Brother Brasil nem o fim do relacionamento de um casal de atores da TV Globo pode ter ficado de fora da seleção para escriturário da Prefeitura de Taubaté (130 km de SP).
Esses assuntos, entre outros, foram tema da prova do concurso público promovido pelo município no último domingo para a contratação de 40 escriturários (servidor encarregado da escrituração de registros ou expediente em repartição pública).
Ao todo, 1.600 pessoas concorreram às vagas. O resultado sai na próxima semana. Os classificados serão contratados para desempenhar trabalhos burocráticos, por R$ 450 mensais.
“Alexandre, Bianca e Fernando participaram de que edição do programa Big Brother Brasil?” e “Que famoso casal “global” anunciou, recentemente, o fim do casamento?” foram duas das questões. O teste teve 80 perguntas optativas, divididas em português, matemática, informática e atualidades.
Uma das perguntas foi anulada por erro da organização. Questionava o nome do presidente da Câmara Municipal de Taubaté, mas a opção correta -vereador Luiz Gonzaga Soares (PR)- não constava entre as alternativas.
A seção de atualidades incluiu também questões sobre política (“Quem é o atual prefeito de São Paulo?”), saúde (“Qual é a doença transmitida através do mosquito Aedes aegypti?”) e esportes (“Quais são os três pilotos brasileiros que disputam a temporada 2008 da Fórmula 1?”).
O diretor do departamento de administração da prefeitura, Julio Cesar Oliveira, disse não ver problemas na inclusão das questões na prova. “Diga por que não pode pôr? Isso é uma coisa da administração. Ela resolveu colocar essa questão e pronto.”
O presidente da Câmara Municipal criticou a prova. “Esse tipo de pergunta me parece mais relacionada a fofoca do que a conhecimentos gerais. As pessoas poderiam ter sido questionadas, por exemplo, sobre Monteiro Lobato ou Mazzaropi, que fazem parte da cultura de nossa cidade”, disse Soares.
Ele afirmou que enviou requerimento ao prefeito Roberto Peixoto (PMDB) solicitando explicações. O documento pede ainda que o prefeito cancele o concurso.

abril 2008
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Add to Technorati Favorites

Blog Stats

  • 1.555.769 hits
Anúncios