Entrevista com Lévi-Strauss:

Le Monde – O que o senhor diria do futuro?

Lévi-Strauss – Não me pergunte nada desse tipo. Nós estamos num mundo ao qual eu já não pertenço mais. Aquele que eu conheci, aquele que eu amei, tinha 1,5 bilhão de habitantes. O mundo atual conta 6 bilhões de humanos. Ele não é mais o meu. E aquele de amanhã, que estará povoado por 9 bilhões de homens e de mulheres –mesmo que esta seja uma estimativa máxima de população, conforme nos garantem para nos consolar – me impede arriscar toda e qualquer previsão…

Lèvi-Strauss nasceu em 1908. Levou portanto 97 anos para sobreviver até um mundo ao qual ele sente que não pertence mais.

E no entanto nos quase mil anos entre o Século de Péricles e a queda de Roma, pode-se dizer que o mundo era essencialmente o mesmo, e que Péricles não acharia muito estranhos ou diferentes ou incompreensíveis os tempos de Rômulo Augústulo.

Mas e quem nasce hoje, o que achará do mundo de daqui a 90 anos ? E se o progresso se acelerar tanto a ponto de tornar obsoleto um homem de 30, 40 anos ?

Saudades do Instituto Universal Brasileiro. Da formação continuada

Anúncios