Em toda essa zona sobre o lançamento do tablet da Apple, o que mais me espanta é o fato de que até agora não vazaram fotos do equipamento.

Em um mundo onde filmes inteiros são pirateados de dentro dos estúdios antes de seu lançamento, e onde equipamentos capazes de fotografar e filmar são ubíquos, isso diz muito sobre os procedimentos de segurança da empresa da maçã.

Mas hoje é o dia, e talvez tenha havido algum relaxamento no cerco ao tablet.  Portanto, aí embaixo tem uma foto, teoricamente do tablet, que faz parte de um conjunto de fotos descoladas pela Endgaget.  O troço tem a aparência de ser algo feito para uso militar…provavelmente porque, a ser verdadeiro, era um protótipo ainda sem as soluções para fabricação em massa.

(clique para ampliar)

Mas não fiquem muito animadinhos.  Vejam isso:

(clique para ampliar)

É uma foto vazada do que seria um iPod vídeo, que saiu na Endgaget em…2006…notam a semelhança com o iTouch?  Pois é, nenhuma.  :)

Já o Link do Estadão não tem foto, mas mostra o tweeter de um cara que aparentemente vem betatestando o aparelho há duas semanas.

A ver…

***

UPDATE:

Começou.  O Jobs até que parece saudável:

Tem uma lenda urbana rolando por aí, segundo a qual o Jobs teria gasto uma grana preta pra financiar uns caras que clonaram um novo pâncreas pra ele…

Hahahaha, eles usaram a mesma imagem que o cara de quem eu roubei aí embaixo…………..

iPad!

The real mccoy:

Era o aparelho cuja foto vazou, mesmo, só que agora com acabamento “fino”.

Hummm………..

A salvação do NYT?  :)

Ei, achei esperto, isso:

Puxa, serve até como porta-retratos!

Um porta retratos meio caro, é verdade.

E…games!

Humm…NYT, indeed:

E agora, livros:

Ele sacaneia Bezos…

“That’s an ebook reader. Now Amazon has done a great job of pioneering this… we’re going to stand on their shoulders for this. Our new app is called iBooks.”

Que gracinha!

E lá vem iBooks, a nova lojinha:

Depois de mais um monte de aplicações etc, vem a parte séria: grana!

Uau.

Suspense…

É, não é barato, mas definitivamente, não é um pato morto:

About these ads