Deu na Folha:

uolsuino

A matéria “esclarece”:

Segundo Margaret, 60% dos casos fatais da nova gripe são de “pessoas que tinham problemas de saúde subjacentes”, acrescentando que “isso significa que 40% das mortes dizem respeito a jovens adultos – em boa saúde – que morrem em cinco ou sete dias de uma pneumonia virótica”.

Porém, sem sabermos qual a % da população em geral tem “problemas de saúde subjacentes“, seja que diabos lá isso for, fica difícil aquilatar a utilidade da informação.

***

Além disso, posso adiantar outra estatística interessante:  100% das pessoas que morrem estavam vivas.

About these ads